Header Ads

Exames do casal de caminhoneiros que fugiu do hospital dá negativo

foto mostra agentes de costas

O caso de um casal de caminhoneiros que supostamente teria fugido de um hospital em São Borja, no Rio Grande do Sul, após apresentarem sintomas da doença ganhou repercussão nacional, mas foi um mal entendido.

Entenda a história;

De acordo com informações, um caminhoneiro e sua esposa retornavam do Chile quando na fronteira da Argentina com o Brasil o caminhoneiro começou a passar mal. Equipes médicas que atenderam o motorista afirmaram que tratava-se de sintomas do Covid-19 (coronavírus).

O caminhoneiro e a esposa foram levados de ambulância até o Hospital Ivan Goulart, na cidade gaúcha. Por volta das 19 horas, os médicos e enfermeiros perceberam que o casal havia desaparecido, os funcionários então acionaram a polícia. 

A PRF realizou buscas pela região e encontrou o casal em um posto de combustíveis próximo à cidade, onde pretendiam pegar uma carona até o outro lado da fronteira para acessarem seu veículo.

Após serem reconduzidos ao hospital, os dois ficaram isolados e permaneceram sob custódia por uma Guarda Municipal.

Casal não estava com Coronavírus;

Em entrevista ao Jornal Gaúcha ZH, o caminhoneiro contou que não fugiu do hospital, mas sim saiu pela porta principal junto com sua esposa após se despedir dos atendentes. Ainda de acordo com ele, os sintomas eram de crise renal e tomou a decisão de ir embora pois achou o tratamento do hospital negligente.

Segundo a prefeitura de Jaraguá do Sul, cidade em que o casal reside, os exames deram negativos para Covid-19 (coronavírus).

Por conta da atual pandemia, o caso acabou virando um grande mal entendido e sendo noticiado pelos principais jornais do país.

O último balanço oficial do Ministério da Saúde aponta 1.546 infectados pelo vírus. Foram registrados 25 mortes pela doença, sendo 22 delas no estado de SP.


Tecnologia do Blogger.