Header Ads

BR 280: A rodovia construída pelos nazistas no Brasil



Mesmo após 75 anos do fim da Segunda Guerra Mundial, as marcas do nazismo na Europa ainda são evidentes e consideradas até pontos turísticos, como no caso dos campos de concentração.

Já no Brasil, essas marcas foram maquiadas com o tempo e poucas pessoas sabem da existência das mesmas.

Em meados de 1930, com Adolf Hitler já governando a Alemanha e sua ideologia disseminada pelo país, os nazistas negociaram com o governo brasileiro, na época governado pelo Getúlio Vargas, a construção de uma rodovia em Santa Catarina; a BR-280.

O objetivo dos nazistas era construir uma base militar na Ilha de São Francisco do Sul (SC), um local que era considerado por eles estratégico em eventos militares, como na armazenagem de material bélico, abastecimento de submarinos e embarcações.

A ilha é separada do continente por um estreito canal, banhado pelas águas do oceano. Para facilitar o acesso à ilha, os alemães então decidiram aterrar uma parte do canal e ali construir uma estrada e uma linha férrea.

Na época, o mundo ainda não conhecia o lado obscuro do Nazismo, por isso as relações da Alemanha com vários países do mundo, inclusive o Brasil, era amistosa e de cooperação. Para poder construir sua base militar no local, os alemães construíram parte da Rodovia 280 e também pretendiam instalar fábricas de automóveis.

Em 1940, a base militar, localizada na Ilha da Rita, assim como a estrada que passava no meio do canal, foram inauguradas e contaram com a presença do então presidente Getúlio Vargas.


Atualmente, a BR-280 tem início na Ilha de São Francisco do Sul e término na cidade catarinense de Dionísio Cerqueira, na fronteira com a Argentina

Em 1942, já com o início da Segunda Guerra Mundia, o presidente Getúlio Vargas e demais militares do governo decidiram apoiar os Estados Unidos para combater a Alemanha Nazista. A partir desse momento, toda a atividade militar na ilha de São Francisco do Sul se deu por encerrada.


As ruínas da base militar alemã ainda são visíveis na ilha, apesar de estarem tomadas pela vegetação, é possível mensurar que o local seria o maior trunfo do nazismo na América do Sul.


Já a BR-280, foi uma importante obra para o desenvolvimento econômico do estado de Santa Catarina e atualmente conecta o SCPAR Porto de São Francisco do Sul ao restante do continente.

Confira a reportagem da Band sobre o acidente ambiental que a obra causou na ilha;


Tecnologia do Blogger.