Header Ads

Apesar do coronavírus, caminhoneiros e produtores não devem parar e oferta de alimento será normal


Enquanto nos Estados Unidos o governo já se preocupa com a oferta de alimentos, no Brasil o setor deve seguir normal e até com expectativa de crescimento.

José Zeferino Pedrozo, presidente da Federação de Agricultura e Pecuária do Estado (Faesc), afirma que o setor não deve enfrentar nenhum problema nos próximos meses.

Além da manutenção da atual produção, os produtores estão confiantes quanto a demanda de seus produtos, no primeiro bimestre de 2020, Santa Catarina aumentou em 116% a exportação de carne suína para a China.

Já no setor do transporte rodoviário, fundamental para que o produto chegue até o consumidor, não há expectativa de pausas ou atrasos por conta do coronavírus.

Com a recente queda no preço do petróleo causada pelo desaceleramento econômico dos países desenvolvidos e por conta da guerra comercial entre Rússia e Arábia Saudita, a Petrobras já diminuiu os preços da gasolina(-13,5%) e do diesel (-11,5%) nas refinarias.

Quando repassado pelos postos de combustíveis aos consumidor, esse reajuste deve beneficiar as transportadoras e os autônomos, melhorando assim as condições da categoria.



Tecnologia do Blogger.