Header Ads

50 Funcionários são demitidos de uma só fez em empresa de ônibus


Cerca de cinquenta motoristas de ônibus foram demitidos de uma só fez pela empresa em que prestavam serviços. A demissão em massa é consequência da recente pandemia do Covid-19 (coronavírus), que o país está passando.

Os transportes coletivos, tanto terrestres quanto aéreos, são um dos setores mais atingidos por essa crise, uma vez que as pessoas evitam viajar nesse período para não se contaminar e evitar a propagação do vírus.

Recentemente, o Presidente Jair Bolsonaro, assinou um decreto que possibilitava as empresas a suspenderem os funcionários pelo período de 4 meses, esses trabalhadores continuariam recebendo um valor e poderiam trabalhar de forma informal em outras empresas, caso quisessem, após esse período o funcionário seria readmitido e voltaria a trabalhar normalmente.

Entretanto, houve um equivoco na interpretação da medida por parte da sociedade e por pressão popular, o decreto precisou ser cancelado. 

Sem essa possibilidade, o que resta para as empresas é demitir os funcionários caso não consigam arcar com os custos nesse período de quarentena.

Vale ressaltar, que caso a empresa decretar falência, o trabalhador terá dificuldades em receber seus direitos de imediado.


Tecnologia do Blogger.