Header Ads

Até o momento, nenhum governador aceitou o desafio de Bolsonaro

Os 22 governadores que assinaram a carta contra a redução do ICMS sobre os combustíveis 
No início da semana o Governo Federal enviou ao Congresso uma proposta que muda a forma de calcular o valor do ICMS sobre o preço dos combustíveis, os governadores agiram de imediato repudiando essa proposta.

Segundo os governadores, o imposto sobre os combustíveis representa cerca de 20% da arrecadação total de cada estado e a mudança pode prejudicar os mesmos.

22 Governadores assiram uma carta que discordando da medida proposta pelo Governo Federal.

Para o então presidente Jair Messias Bolsonaro, a carta e as demais ações dos governadores foram a gota d'água e nessa quarta-feira (5), lançou o desafio de zerar os impostos federais sobre os combustíveis, caso os estados zerassem o ICMS.

Até o presente momento, nenhum governador aceitou o desafio, pelo contrário, diversos se pronunciaram em tom de que os estados estão enfrentando problemas financeiros e a diminuição de qualquer imposto será maléfica às contas públicas estaduais.

Atualmente, os impostos estaduais representam cerca de 27% do valor final da gasolina e 17% do diesel. Já os federais representam 7% na gasolina e 6% no diesel.

Para comparação, a gasolina vendida no Rio Grande do Sul em média por R$ 4,50, custaria R$ 2,97 sem impostos.
Tecnologia do Blogger.