Header Ads

Aeronáutica e Polícia concluem que caminhoneiro não teve culpa no acidente de Boechat

Resultado de imagem para Boechat acidente

Após um ano do acidente que vitimou o apresentador Ricardo Boechat, de 66 anos, e o piloto Ronaldo Quattrucci, de 56 anos, a Força Aérea Brasileira e a Polícia Civil ainda não concluíram as investigações sobre as causas da queda do helicóptero onde estavam as duas vítimas.

Um laudo do Instituto de Criminalística (IC) de São Paulo apontou que o caminhão que colidiu contra a aeronave estava a aproximadamente 40 km/h no momento da batida, ou seja, dentro dos limites permitidos para a via.

Com isso, a polícia concluiu até o momento que o acidente não foi culposo e não há como criminalizar o motorista do caminhão pela colisão. 

Além disso, a estrutura do rodoanel impossibilitou que o caminhoneiro avistasse a aeronave.

Entenda o acidente:

O helicóptero em que estava o apresentador e o piloto tentava realizar  um pouso de emergência entre o Rodoanel Mário Covas e a Rodovia Anhanguera, quando a aeronave colidiu contra um caminhão.

Mesmo estando dentro dos limites de velocidade, o motorista do caminhão não teve tempo de reação, uma vez que a colisão foi logo na saída de um viaduto e não havia como ter visibilidade da aeronave por causa da estrutura.

Bechat e o piloto Ronaldo morreram no loca, já o caminhoneiro teve ferimentos leves e foi resgatado pelo corpo de bombeiros.
Tecnologia do Blogger.