Header Ads

Não precisa trocar: placas do modelo antigo continuam valendo



Com o objetivo de padronizar as placas de veículos dos países que compõe o Mercosul, o governo determinou a adoção de um novo tipo de placa a partir do dia 31 de janeiro de 2020.

Entretanto, para evitar custos por parte dos proprietários de veículos, a decisão é válida apenas para veículos novos (primeiro emplacamento) e ou em casos de mudança de município ou unidade federativa, roubo ou furto, dano ou extravio da placa.

No caso dos caminhões ou carretas que já possuem uma das placas do modelo novo, há a necessidade de padronizar ambos com a nova.

Inicialmente, o objetivo do governo anterior era implementar a nova placa com 4 letras e 3 números,  em todos os veículos no território nacional - tanto veículos novos quanto veículos usados.

Já esperando por isso, muitos motoristas realizaram a troca do modelo antigo. Já em casos de veículos novos, o próprio mercado de placas padronizou-se com o novo modelo.

O novo modelo possuí código de barras (QR Code) que permite acesso às informações do banco de dados do fabricante e estampador da placa. 

A resolução que regulamenta a mudança é a nº 780/2019 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), de julho de 2019.


Tecnologia do Blogger.