Header Ads

Canadá precisa de 22 mil caminhoneiros



Assim como os Estados Unidos, o Canadá também enfrenta uma crise profissional no setor de logística. Segundo dados dá Associação de Caminhoneiros de Ontário (OTA) do país, o déficit de caminhoneiros em 2018 foi de 22 mil e até 2024 será de 34 mil.

Essa falta de profissional se deve ao envelhecimento dos motoristas atuais e o  desinteresse dos jovens canadenses em exercer essa profissão. 

Ainda segundo dados do OTA, o salário médio anual de um caminhoneiros no Canadá é de R$ 230.783 mil, o que equivale a R$19 mil mensais. Para ter uma ideia, um professor no Canadá recebe em média R$ 15 mil, cerca de R$ 4 mil a menos que um motorista de caminhão.

Mas por que ninguém quer ser motorista de caminhão?

A profissão de caminhoneiro não é fácil em parte nenhuma do mundo e no Canadá não seria diferente, onde as temperaturas no inverno podem chegar a - 20°c, estar na estrada não é nada atrativo.

Além do frio intenso, o perigo nas estradas aumenta potencialmente nos meses frios, sendo comum nevascas e congelamento da pista.

Atualmente, o custo para se qualificar como motorista de caminhão gira em torno de R$ 24 mil.

Infelizmente para os estrangeiros que sonham em exercer a profissão no país isso é quase impossível, isso porque não é considerada high skilled, ou seja, não é abrangida por nenhum programa de imigração do governo.

Como na maioria dos casos de caminhoneiros estrangeiros nos Estados Unidos, o profissional entrou no país para trabalhar ou estudar temporariamente e após conseguiu o obter a cidadania.

No caso específico do Canadá, para obtenção da cidadania é necessário permanecer no país por 3 anos e também realizar um teste de conhecimentos gerais. Esse teste é obrigatório para candidatos de 18 a 54 anos.

Fonte: IMMI CANADA , OI CANADA


Tecnologia do Blogger.