Header Ads

Paralisação em rodovias está marcada para essa Segunda-feira


Categoria protesta constantes aumentos no preço do óleo diesel e a insistente cobrança de pedágio dos motoristas, mesmo quando eles trafegam vazios e com os eixos dos caminhões suspensos


No início da tarde deste sábado (19), um grupo formado por aproximadamente 50 caminhoneiros iniciaram um protesto contra o valor do preço dos combustíveis, o que gerou uma lentidão no trânsito entre as cidades de Barra Mansa e Volta Redonda.

A manifestação teve início na Avenida Domingos Mariano, seguindo até Volta Redonda pela Via Sérgio Braga, passando por diversos bairros como Ponte Alta, Retiro, Belmonte, Aterrado e Vila Santa Cecília. A Guarda Municipal acompanhou o protesto, orientando os manifestantes e outros motoristas que passavam pelo trecho.
O protesto foi motivado pelo anuncio feito pela Petrobrás na última quinta-feira (17), que promoveu o aumento de 0,95% para o preço do diesel e elevou em 1,80% o preço de gasolina comercializados nas refinarias.



Neste fim de semana, a Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos divulgou um comunicado confirmando uma paralisação geral a partir desta segunda-feira (21).

O anuncio diz ainda que 120 sindicatos que representam a categoria, associações e cooperativas têm realizado assembleias para decidir pela greve, isso diante da falta de respostas do Governo Federal a um Ofício encaminhado no dia 15 de maio, pela confederação a pedido das entidades de base, expondo o descontentamento da categoria diante dos constantes aumentos no preço do óleo diesel e a insistente cobrança de pedágio dos motoristas, mesmo quando eles trafegam vazios e com os eixos dos caminhões suspensos.

A greve dos caminhoneiros marcada para iniciar nesta segunda-feira (21) ainda não possui prazo para acabar. As entidades coordenadoras das manifestações, sediadas por todo o país, afirmam que o movimento é pacífico e que todos os motoristas estão sendo orientados a não carregarem e a permanecerem parados nas empresas ou em casa, aqueles que estiverem em trânsito devem parar nos postos de combustíveis nas rodovias e que não haverá bloqueio das estradas. Os Sindicatos também estão informando que caminhões carregados com cargas vivas, medicamentos, ambulâncias, ônibus e carros em geral não serão impedidos de trafegar pelas rodovias.

Na Via Dutra
Na sexta-feira (18), a CCR NovaDutra, concessionária que administra a Rodovia Presidente Dutra, informou que em virtude do anúncio de eventuais paralisações da rodovia pelos movimentos de caminhoneiros destinados a participar da “Manifestação dos Caminhoneiros” designada para esta segunda-feira (21), conseguiu liminar favorável à petição de Interdito Proibitório contra esses eventos.
De acordo com a liminar, está proibido “o tráfego de pessoas ou estacionamento de veículos bem como, por Centrais Sindicais, Órgãos de Classe e Movimentos Sociais, estes últimos caso identificados por ocasião à participação de manifestação “Paralisação dos Caminhoneiros”, sob pena de multa no valor de R$ 300.000,00 (trezentos mil reais), em caso de descumprimento. Foi determinado ainda o distanciamento mínimo de 500m de pessoas e veículos (participantes das manifestações) das praças de pedágio”. O documento é válido para toda a extensão da rodovia, em seus 402 quilômetros, nos trechos do Rio de Janeiro e de São Paulo.
A Juíza Federal Patrícia Cotrim Valério, titular da 1ª Vara Estadual de Santa Isabel, solicita ainda que “Para assegurar o cumprimento da decisão, oficie-se ao Comando da Polícia Rodoviária Federal e ao Comando da 2ª Região Militar do Exército Brasileiro para coadjuvar no cumprimento da medida”.
A CCR NovaDutra ressaltou ainda que respeita o direito democrático de manifestação dos cidadãos, mas não pode permitir que os direitos de ir e vir de seus usuários sejam prejudicados.  Cabe agora às forças policiais o cumprimento da determinação da Justiça.
Tecnologia do Blogger.