Header Ads

Caminhão com o granito que matou 11 pessoas na BR-101 estava acima da velocidade e sem permissão para carga


O superintendente da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Wyllis Lyra, disse que o caminhão que carregava as placas de granito que mataram 11 pessoas na BR-101 no Espírito Santo estava com excesso de velocidade, a 110 km/h, quando o acidente aconteceu. No trecho, a velocidade máxima permitida é de 80 km/h.

A medição foi feita a partir do tacógrafo retirado do caminhão. O equipamento é usado para registrar graficamente a velocidade de um veículo. Nesta manhã, o secretário de Estado da Segurança Pública, André Garcia, disse, em entrevista ao Bom Dia ES, que o caminhão e o motorista não tinha autorização para transportar granito. O engenheiro Rodrigo Alvarenga Rosa reforçou que o veículo não tem estrutura para a carga.


O acidente aconteceu por volta das 15h deste domingo (10), envolvendo dois caminhões, um Ford Ka e um micro-ônibus. Onze pessoas morreram e nove ficaram feridas. Todas estavam no micro-ônibus, que tinha saído de Juiz de Fora após uma apresentação do grupo de dança alemã Bergfreunde.
Tecnologia do Blogger.