Header Ads

Roubo de carga aumenta 37% no primeiro trimestre no Vale do Paraíba

Nos três primeiros meses de 2016, o Vale do Paraíba registrou 41 roubos de carga. O número é 37% maior do que no mesmo período de 2015, quando foram registradas 30 ocorrências do crime.
Para evitar o problema, as transportadoras estão aumentando o investimento em segurança. Em alguns casos, a metade do valor pago em frete é para investimento em segurança.
"Seguro é a primeira coisa que a gente acarreta no custo do transporte, depois o gerenciamento de risco, escolta, rastreamento, e vai aumentando cada vez mais", afirmou Arthur Manfredini, diretor de uma empresa de transportes.



Em uma cervejaria de Jacareí (SP), foram 12 roubos em seis meses, e o último aconteceu na terça-feira (17), quando foram levadas mais de 7 mil latas de cerveja. Os criminosos agem sempre da mesma forma, param os caminhões na estrada que liga a empresa até a dutra, rendem os motoristas e levam a carga de cerveja.

“É bastante perigoso e sofrido o nosso dia, a gente não tem apoio nenhum e a noite realmente não tem nada de segurança, rodamos na mão de Deus”, contou o caminhoneiro José Mauro dos Santos.
Segundo Federação das Transportadoras do Estado, em muitos casos de roubos de carga, quem paga a conta pela falta de segurança são os consumidores.
"Na medida que aumenta o roubo, aumentando então esse prejuízo, todos vão reajustar seu preço, o preço reajustado reflete no produto final e nós quando compramos esse produto estamos pagando algo mais agregado porque para ele chegar naquele ponto de venda certamente houve uma estrutura de segurança que o leval até lá com segurança", disse Paulo Roberto, assessor de segurança.
Outro lado
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou por meio de nota que faz rondas nas estradas federais e analisa os dados da Secretaria de Segurança Pública para diminuir os roubos de carga. Segundo a PRF, em 2016, foram recuperados 12 veículos roubados nas rodovias federais do Vale.
Tecnologia do Blogger.