Header Ads

Rodo Junior é vítima de boato sobre roubo de pneus



O roubo de pneus no Brasil tem crescido de forma rápida, e milhões de reais de prejuízo já são contabilizados em 2016. Toda semana um novo caso chama a atenção, e conjuntos inteiros de bitrens, rodotrens, caminhões novos sendo levados para concessionárias e etc. acabam jogados no chão sem rodas e pneus em estradas de terra. A prática é mais comum nas regiões norte e nordeste, e a polícia registra as informações e investiga, mas pela rápida logística dos bandidos e facilidade na comercialização dos itens roubados, pouco ou nada se encontra.



Uma carreta bitrem pode ter até 32 pneus, contando os estepes. Cada roda de ferro chega a custar R$ 400,00 e cada pneu pode custa até R$ 2.000,00, fechando uma conta média de R$ 75.000,00 de prejuízo num único roubo. Pneus são um dos insumos mais caros do transporte e tem desgaste rápido, considerando a quilometragem média que um caminhão roda por ano. Por isso, acabam sendo cobiçados pela bandidagem que alimenta uma banda podre dos transportes.
Essa semana uma publicação em uma rede social acabou causando um prejuízo a imagem da Rodojunior Logística e Transporte LTDA, de Rio Verde-GO. A publicação afirma que a empresa foi receptora de pneus roubados que eram rastreados por chips, de origem da Cocal Transportes. Devido à rápida viralização do conteúdo das redes sociais, o post teve centenas de comentários e compartilhamentos, e acabou atingindo a imagem da empresa.
A empresa Cocal Transportes já desmentiu a informação, afirmando que não tem nenhuma relação com o ocorrido, e reiterando que a empresa Rodojunior Logística e Transporte também não se envolveu em nada do tipo. A Rodo Junior também se pronunciou por meio do Facebook, afirmando sua idoneidade, e mostrando que também sofreu com o roubo de pneus em seus caminhões.
As redes sociais são uma ferramente ótima, mas seu uso errado pode trazer consequências graves, como nesse caso. Antes de partilhar qualquer informação, é bom saber da veracidade dos fatos, para evitar causar problemas maiores por espalhar boatos por aí.


Tecnologia do Blogger.