Header Ads

Perseguição à jovem caminhoneiro sob efeito de drogas termina em acidente



Uma intensa perseguição a um caminhão com placas de Morro da Fumaça envolveu mais de 30 policiais militares de Criciúma, Içara, Maracajá e de outras cidades da região, além de policiais rodoviários federais de Tubarão por volta das 14 horas deste sábado.


O motorista do caminhão, de 23 anos, começou a ser acompanhado em Morro Grande, distrito de Sangão. Posteriormente, ele acessou à BR-101 no sentido Norte/Sul até a altura de Maracajá. Neste ponto, através de um retorno, ele seguiu o sentido oposto da rodovia e continuou a fuga.
Carreta capotada - De acordo com a Polícia Rodoviária de Federal (PRF) de Tubarão, no KM 379, em Içara, quando retornava ao município de Sangão, o motorista do caminhão efetuou uma manobra perigosa à direita, colidindo na lateral e provocando o capotamento de uma carreta com placas de Itapema.

A carreta tombou na marginal da rodovia e parte da carga ficou espalhada pela pista. O motorista, de 21 anos, que carregava farinha, não sofreu ferimentos graves apenas uma pequena luxação na perna e foi levado pelo Corpo de Bombeiros de Içara ao Hospital São Donato. O condutor conseguiu sair sozinho da cabine e, quando os socorristas chegaram no local, ele estava em pé ao lado do veículo.
Barreira policial - Enquanto isso, o jovem continuou fuga pela BR-101 até chegar novamente ao distrito de Morro Grande, onde já com os pneus estourados foi abordado através de uma barreira policial em frente ao destacamento da Polícia Militar da cidade. Durante a perseguição, tiros foram efetuados contra as rodas do caminhão, inclusive, disparos de fuzil.
Segundo a Polícia Militar, ao longo do trajeto em torno de dez carros foram atingidos pelo motorista, que foi levado à Delegacia de Polícia de Jaguaruna. Até as 19 horas, quatro condutores já haviam representado boletins de ocorrência contra o condutor. Ainda conforme a PM, ele estava bastante alterado e com um ferimento na coxa, provocado pelos disparos no caminhão.
Ele foi levado ao Hospital de Caridade de Jaguaruna e, posteriormente, à Delegacia de Polícia. A perseguição se encerrou por volta das 16 horas.
Apropriação indébita - O caminhão é proveniente de uma apropriação indébita. De acordo com o proprietário do veículo, de 35 anos, o fugitivo estava trabalhando com ele há 7 dias. Na última semana, ele pegou o caminhão para ir ao posto de combustíveis e não retornou. O jovem não entrava em contato com o proprietário do caminhão e não atendia as suas ligações desde a última sexta-feira, dia 16. A Polícia Civil investigará o caso.





Tecnologia do Blogger.