Header Ads

Bandidos matam caminhoneiro e esposa para roubar caminhão

Manoel Luis da Silva foi morto a tiros e teve o corpo abandonado, enquanto Ana Patrícia teve o corpo jogado em um canavial que foi incendiado




Cinco pessoas foram presas pela morte do casal Manoel Luis da Silva e Ana Patrícia da Silva, crime ocorrido nos dias 4 e 5 de agosto. Entre os presos está o ex-genro das vítimas.
Segundo a Polícia Civil, o objetivo dos suspeitos era roubar o caminhão pertencente a Manoel e, a partir da subtração, trocarem em um ônibus e outro automóvel. 
Manoel foi atraído a uma emboscada, sendo chamado para dar suporte a um veículo que teria quebrado no município de Gravatá, no Agreste. O homem foi levado à Zona Rural de Sairé, também no Agreste, e lá foi morto com diversos tiros.


A companheira de Manoel foi assassinada no dia seguinte em Escada, Mata Sul do Estado. "Ela foi levada para um canavial, morta e ainda atearam fogo. Foram crimes que mostraram muita perversidade", conta o delegado Cláudio Castro, à frente das investigações.
Para não levantar suspeitas, até o dia 11 de agosto, o suspeito identificado como Azael ficou conversando pelo WhatsApp com a filha das vítimas se passando por Ana Patrícia e dizendo estar em Natal-RN fazendo uma transação com o caminhão. "E quando o Azael esteve aqui na delegacia para prestar depoimento, ele estava na posse desse aparelho celular", lembra o delegado.
Só após não receber mais respostas da família, a filha acionou a polícia, que realizou a prisão do grupo. Os suspeitos vão responder por latrocínio e roubo.  

Tecnologia do Blogger.